https://www.criarbanner.com.br/criargifs/a/1f588446f6ad0cab9c1cea00b6ec179f.gif

6 de fev de 2015

Lembranças e saudade.



Não importa a idade, sempre sentiremos saudade.
Que seja por um brinquedo que quebrou,
por uma guloseima a muito saboreada.
Pelo desejo já realizado, que até hoje só ficou na lembrança.

Lembrança, sempre companheira da saudade,
parecem amantes, nunca desgrudam.

Lembro de ti todos os dias até hoje,
nunca, espero esquecer aqueles momentos lindos,
quando se apresentava e me mostrava tuas realidades.
Estas imagens, que me encantou até hoje, não me sai da cabeça.
Lembrança de ti, minha gostosa saudade.

Tens nome e enredo, uma história adulta e recheada,
de momentos maravilhosos e encantadores.
Foste a razão de meus dias, minha adorada e querida,
pecadora e amante, adoradamente sufocante.
Mas, sempre buscávamos encurtar nossas distâncias.

Faltou o toque, a mão para sentir o calor,
a maciêz da pele, o enrrugar da carne.

Lembro e sinto saudade,
das tarde iluminadas, salpicadas de desejos.
Jurávamos nossos segredos, sem ter a certeza de cumprí-los.
Se um dia poderíamos estar juntos.

Na memória aquela casa no campo,
no alto daquela nossa colina.
O tapete azul da sala, sobre a mesa a jarra de chá,
sobre a toalha rendada, num lindo fim de tarde.

O sonho ainda existe, a mente ainda alimenta o desejo...,
o desejo ainda insiste e acredita que poderemos um dia,
realizá-lo...

Gerson Araujo Almeida

Um comentário:

  1. Porque escreve tão pouco se o que escreve é bom, é bonito? Eu escrevo quase todos os dias, desde 2009, no meu blog e você deve ter pouco mais que um quarto da minha idade.
    www.sonhoscomsorte.blogstop.com

    ResponderExcluir