https://www.criarbanner.com.br/criargifs/a/1f588446f6ad0cab9c1cea00b6ec179f.gif

12 de jun de 2014

Quando partir, espero te encontrar por lá...



Pensei que fosse suficientemente forte, 
uma perda ainda latente, incomoda demais. 
Sabia que seria difícil superar, mas não pensei..., 
o quão pesado seria este meu fardo. 

 Anos a fio, de batalhas vencidas, outras não..., perdidas. 
Fosse eu ser derrotado pelo destino, ficar sem a companhia dela..., 
nunca que eu saberia meu despreparo. 
Bem sei que devo superar, minha luta diária tenho praticado. 

Ajuda não tem faltado, amigos e amigas, me têm sido fartos. 
Especiais, carinhosos, dedicados, por mim muito amados... 
Meus escritos são dirigidos e conduzidos por vossas emoções. 
Incentivos e críticas construtivas, gabo-me muito por isso. 

Não me cobre urgência, ainda estou carente de sentimos direcionados, 
quero mais um tempo e analisar o que o coração me aconselha. 
Este amigo especial que mora aqui dentro do peito e me recrimina, sempre que pode. 

"Pede-me uma companheira"
Também preciso, explico! 
"Mais que amiga, mais que desimpedida..." 
Já disse que procuro! 
"Uma parceira, companheira, íntima conjugação carnal". 
 Ele não me ouve...! 

Somos teimosos, a natureza nos fez assim. 
Lutamos pelo que queremos, não descansamos facilmente. 
Espero não criar vazias expectativas. 
Ainda vou uma hora decidir-me e trilhar um novo caminho... 
Espero te encontrar por lá... 

Gerson Araujo Almeida .

Nenhum comentário:

Postar um comentário