https://www.criarbanner.com.br/criargifs/a/1f588446f6ad0cab9c1cea00b6ec179f.gif

23 de fev de 2013

Teu coração já doeu por amor?



Hoje, como faço ao despertar
Mas que depressa, cuidadosamente vou me medicar
Sigo rigorosamente as instruções médicas
Todo cuidado é pouco para os hipertensos
Não adianta depois os lamentos
Sempre na esperança de te ver pela janela
Fico aqui, na sacada, na mão um morno chá na caneca

Sempre que posso leio os jornais matinais
Procuro o tempo passar em meio das histórias os anais
Notícias do tempo e de muitos, apenas nenhuma tua.
Adoro quando me procuras, quando deixa recados
Afirma nosso amor a cada dia e hora
Quando tua imagem me chega pela web sem demora

Amor de minha vida, minha cura preferida
Meu remédio mais eficaz, sem efeitos colaterais
Um calor gostoso me provocas
Quando te vejo relaxada e deitada
Saciada de meus afagos e beijos
Quando desfrutamos de nossos segredos

Comprime meu corpo ao teu delicadamente
Luxuriante e desejosa de sentir meu calor
Exitantemente me desperta deste torpor
Uma vez mais quero te proporcionar prazer
Salta sobre teu corcel e cavalga minha mulher
Alucina este poeta que deseja de ti o vigor

Gerson Araujo Almeida

Nenhum comentário:

Postar um comentário