https://www.criarbanner.com.br/criargifs/a/1f588446f6ad0cab9c1cea00b6ec179f.gif

29 de jul de 2012

Nosso lar vazio


Nossa cama está vazia
Nosso lar empoeirado
Nosso tapete azul da sala
Enrolei e guardei no canto do armário
Nossa estante, nosso livro de poemas arrumado.
Colado ao lado dos outros livros fechados

Toda casa está calada
Não houve mais tua voz
Não sente mais tua presença
Nem sente teus pés sobre a tábua do assoalho
Tua camisola preta, pendurada está à espera.

Meu quarto frio e vazio
Faz companhia ao meu coração que chora
Lamenta por tua ausência
Quer demais aquilo que você não pode me dar
Tua presença como antes
Nossas tardes de amor enlouquecedor

Temos nossas responsabilidades bem sei
Vou aguentar o quanto puder
Serei forte e paciente
Vou saber te esperar por dias melhores
Aqui, não tem sido fácil para mim.

Quem precisa de mim, terá o meu apoio.
Sinto necessidade em cumprir minha parte
Ainda não chegou nossa hora
Nosso ninho de amor hoje é assim
Silencioso e calmo, sem o teu calor.
Meu amor...

NEOQEAV

Gerson Araujo Almeida

Um comentário:

  1. Olá Gerson
    Que profundidade de poesia!
    Fiquei emocionada...meu quarto já ficou vazio...criança cresceu....quarto preenchido com outro amor.
    O amor é a essência da vida e é por isso que digo que tudo na vida não tem retrocesso, mas tem recomeço
    Parabéns pela poesia
    Quando quiser me visitar....
    www.luasingular.blogspot.com

    ResponderExcluir