https://www.criarbanner.com.br/criargifs/a/1f588446f6ad0cab9c1cea00b6ec179f.gif

2 de jun de 2012

Preciso muito de você


Quando mais precisei, apareceu você.
Pensei que nunca mais novamente iria sentir
A paixão de jovem que havia esquecido
Você me tornou o homem mais feliz sobre a terra
E olha que já me tinham conformado os anos
Tornou-me um ser amargo e só, sem brilho.
Sem vontade de amar e ser feliz
Não tinha você aqui perto, no peito.

Sempre sonhei que um dia
Quando menos esperasse, abriria uma brecha.
Hoje arrombo portas e escalo muros
Para chegar até você e de joelhos peço
Quer ser minha namorada, a dona de meu ser.
Aquela pela qual loucuras desencadeio.
Poemas faço e teu nome oculto nas entrelinhas
Sem medo de revelar as fraquezas do poeta
Um apaixonado pelas letras que teu nome forma

Claramente sempre te amarei e a você devo isso.
Levemente em meu peito pulsam dois corações
Este cansado coração que resolver te acolher
Une duas almas carentes e apaixonadas
Sempre uma da outra dependentes
Amando em todos os sentidos e momentos.

Por mais breves que sejam, oportunidades que surgem.
Aberturas e espaços que sempre a nós conspiram
Para nosso universo de sonhos realizar.
Vivemos da intensidade ao extremo
Amamos e seremos eternos.
A primeira vez, o encontro, a palavra doce, a jura de amor.
Nunca esqueceremos o quanto nos amamos, meu amor.

Gerson Araujo Almeida

Nenhum comentário:

Postar um comentário