https://www.criarbanner.com.br/criargifs/a/1f588446f6ad0cab9c1cea00b6ec179f.gif

11 de mai de 2012

Apenas não nos tocamos


blogboadaserra.com.br/Divulgação.

Quem me dera... Poder abrir os olhos
E me ver ao seu lado, seria maravilhoso.
Poder sentir o teu calor e perfume
Tocar na tua pele, te sentir de verdade.
Saber que não é nada impossível
Como sei que não é hoje e agora, te amar.

Quem me dera... Morar em tua cidade
Na casa de nossos sonhos
Poder te receber nas noites frias
Nas noites sonolentas e vazias
Pelas quais passo à tempos
Calado e silencioso à espera de uma mensagem

Quem me dera... Ter nascido em outra era.
Ter te conhecido em outro plano
Poderia ter forjado nossa aliança
Combinado contigo que agora seria a nossa união
Nossos corpos estariam unidos no presente
Teria casado contigo, te amaria loucamente.

Quem me dera... Poder mudar o tempo
Unir nossos universos encurtar distâncias.
Abandonar a realidade e viver este sonho acordado
Amar a mulher que quero que seja minha
Apesar dos perigos e obstáculos

Quem me dera... A vida já me deu você
Não posso reclamar de mais nada
Tenho que me conformar, de outro amar.
A mulher que me traz desejos adormecidos
Carinhos já esquecidos pelo tempo

Quem me dera... Ter minha realidade mudada
Ainda que rompesse com tudo
Magoar aqueles que não têm culpa
Pois a realidade é outra

Quem me dera ser sábio o bastante
Para entender que o amor é assim
Machuca e fere, docemente e amargamente.

Quem me dera...

Conto contigo meu amor
Leva meu coração sempre ao seu lado
Escuta este ser amado
Uma vez mais te imploro
Saiba me esperar, não se aflija
Amo você como o Sol ama a Lua, apenas não podemos nos tocar.

Gerson Araujo Almeida

Nenhum comentário:

Postar um comentário