https://www.criarbanner.com.br/criargifs/a/1f588446f6ad0cab9c1cea00b6ec179f.gif

15 de abr de 2012

Venha jantar comigo

laurianecantinhodasartes.blogspot.com/Divulgação.

Dia atarefado, limpei todo o gramado em volta da casa, retirei a ervas daninhas, que insistiam em predominar. Aparei a grama, molhei as flores dos canteiros em volta da casa. Adubei a horta no fundo do terreno. Couves e repolhos, alfaces e bertalhas, sempre as quis cultivar. Rendem uma boa economia e fazem bem no almoço e jantar. Precisa comer mais verduras meu amor, preocupa-me tua saúde. Já não somos tão jovens como antes, quando abusávamos de tudo. Das noites mal dormidas, dos dias desperdiçados e mal vividos. Corri muitos riscos pelas estradas, andei como uma "bala" para engordar os bolsos alheios, enriquecer o patrão que nem hora extra me pagava. Hoje posso dizer, não sou rico mas, tenho quem me ama muito, me dedica seus minutos de folga. Sempre arruma um tempo e me chama. Me desperta logo cedo, me abraça apertado me beija com prazer, se deita em minha cama, corre riscos bem sei, mas o que não se faz por amor.

Nossa casa sempre vai estar aberta para você, deixei uma cópia da chave, embaixo do vaso da entrada do lado direito, aquela roseira que plantou nele já está enorme, logo vou ter que tirar e plantar no canteiro do lado direito da entrada. Cuidado com os degraus, são apenas três, não quero que tropece num deles, forrei com uma lixa bem áspera de número 60, recomendação do rapaz da loja, lixa de ferro é bem melhor. Coloquei uma lâmpada na varanda frontal, é a gás, mais econômica, ilumina uma ampla área à frente, logo que chegar ao portão, aciona com teu controle, ela vai se abrir, e poderá entrar sem do carro sair. Não quero que te vejam aqui, embora seja deserto, sempre tem um curioso que pode nos comprometer. Suba e estaciona nos fundos, fiz uma cobertura, põe o carro lá. Se quiser, entra pelos fundos, sempre estou na cozinha, verei você chegando, te receberei com um longo beijo um apertado abraço, o jantar já estará quase pronto, pode me ajudar a terminar, já encontrará a mesa posta os talheres em ordem, os copos o suco.

Sempre me imaginei aqui, ao teu lado em nossa casa, construída de sonhos e dedicação quantas dificuldades passamos para realizar este desejo que cultivamos por anos. Que enfim se tornou realidade. Venha meu amor, não se atrase, te espero com ansiedade, passei o dia ocupado e quero ter você como recompensa pelo empenho que tenho em tornar isto tudo realidade. Não importa os perigos, somos fortes o bastante e vamos ter nossa noite de amor. Quero te amar por toda noite, me levar na sutileza de nossos desejos, sentir toda a paixão em te ter comigo. Deixar que a volúpia nos assuma e nos mostre como é doce amar você.

Ouço o portão se abrir, deve ser ela, pontual como sempre, saciarei seu apetite, de amor vou supri-la, acalentar seu coração. Vou acender os candelabros, jantaremos a luz de velas, lá fora o luar lhe mostrará o caminho, coisa que já sabe de cor. O som já está ligado lá na sala, musica lenta que ela gosta, bem baixinho.

Gerson Araujo Almeida

Nenhum comentário:

Postar um comentário