https://www.criarbanner.com.br/criargifs/a/1f588446f6ad0cab9c1cea00b6ec179f.gif

17 de abr de 2012

Seguindo seu desejo


Minhas palavras surgiram do nada
À tempos, venho colocando-as em ordem
Elas sempre me levam por caminhos que se abrem
Fazem-me tropeçar na rudeza da estrada
Torna-me um ser mais amável e cordial
Procuro canalizar estes momentos
Sempre tendo em mente a musa de meus versos, você.

Não posso exigir mais do que tenho
O amor que cultivamos todo este tempo
Que nos tornou apaixonados amantes
Delicados e sensíveis, querendo mais e mais.
Nada nos alimenta o suficiente, nada aplaca.
Esta fome de amor e desejo, parecendo ser.
Loucura e desequilíbrio, quero crer.

Tenho dificuldade às vezes de me exprimir
Sei que palavras, não cabem mais aqui.
Para dizer o quanto amo você, mulher.
Sei que não somos perfeitos
Somos verdadeiramente opostos
Mas, é assim que somos.
Nunca vamos mudar, senão.
Vai parecer uma coisa falsa
Um clichê, um folhetim barato.

Tenho que apaziguar esta paixão
Colocar este fervor, este desejo seu.
Esta luxúria, que nos acomete.
Faz-nos dizer palavras desconexas
Saímos e entramos por janelas e portas
Batemos as mesmas tantas vezes
Ruidosamente, acaloradamente

Mas, meu amor.
Sei o que se passa
Às vezes sinto e compartilho
Não podemos mudar nada
Pelos menos por hora
Ao menos vamos tentar viver
Um longe do outro, por enquanto.

Será pedir demais
Não poderá evitar o clamor de teu corpo
A paixão que te devora
A dor de um coração apaixonado
O meu também sofre
Não é privilégio seu
Amar na distância
Querer beber na tua fonte
Estar ao teu lado e dizer
Eu te amo mesmo assim
Com todos os nossos defeitos
Nossas virtudes e secretas paixões
Nada vai mudar este cenário
Vamos esperar o tempo passar
Quem melhor conselheiro que ele

Canto ao vento
Leva minhas palavras até você
Eternizo nos rascunhos meus desejos
Uma paixão avassaladora que me dói
Sei que não é o suficiente para nós
Amar você tem que ser e é eternamente

Gerson Araujo Almeida

Nenhum comentário:

Postar um comentário