https://www.criarbanner.com.br/criargifs/a/1f588446f6ad0cab9c1cea00b6ec179f.gif

20 de mar de 2012

Nosso amor de Outono


As folhas já cobrem meu quintal
Por mais que eu as varra dos caminhos
Elas sempre vão estar lá no dia seguinte
Assim como você meu amor, sempre está.

Sempre estais em minhas manhãs.
Desperta-me do sono repousante
Beija meus lábios famintos
Pelo sabor do amor que roubo de ti
Nas noites quietas e frias

Nem ouço mais a cotovia
Que sempre na janela semiaberta
Convida a ver o sol que desperta
Deve ser inveja de ti

Amada do poeta, inspiração.
Afirma teu desejo de me ter ao teu lado
Mesmo que não saibas quando
Apesar da enorme distância
Nestas estâncias quero morar
Viver em prados pampas
Do meu cavalo apear e te encontrar
A beira do riacho repousar
Meu poncho te agasalhar

O outono se inicia
As folhas caem das árvores
Os campos se cobrem os frutos nascem
Nosso amor renova mais uma estação
De mãos dadas seguiremos então
Nossa casa, nosso ninho, nosso recanto.
Aconchego de amantes, homem e mulher.
Apaixonados viverão este desejado amor

Gerson Araujo Almeida


Um comentário:

  1. Gerson...mais um outono com você meu amor,e posso dizer que não tenho a pretenção de ser a mulher mais feliz do mundom,me basta estar feliz com com você....quero viver nosso amor,um dia após o outro......cada minuto intensamente,cada estação...plenamente
    NEOQEAV...MEU ADORÁVEL POETA

    ResponderExcluir