https://www.criarbanner.com.br/criargifs/a/1f588446f6ad0cab9c1cea00b6ec179f.gif

29 de dez de 2011

Mulher de meus pecados


Termina o ano, as horas os dias
Tudo se vai agora, finda
Contamos o tempo, festejamos
Encontramos pessoas, amamos
Sentimos as dores da saudade
Das perdas das ausências
Adaptamo-nos a tudo

Queremos aproveitar cada segundo
Nada deixamos passar
E sabemos da necessidade
Da falta que faz
A saudade nos mostra
Não te ter ao meu lado, me sufoca

Nosso amor vive em nós
Nossos corações castigados
Pela distância que os separa
Incansáveis, apanham do cruel destino
Que me trouxe você agora
Que mostrou teu rosto, bela senhora

Amante amada, mulher de meus pecados
Ensina-me a viver este destino
Amar-te sem te ter em meus braços
Sentir teu perfume que vem pela brisa
Ocultar o teu nome, nas entrelinhas
Segredar aos mais íntimos que te adoro
Que te amo sem medida, sem pudor
Apaixonado e perdido por ti estou

Cuido para que sempre me ame
Levo teu nome em meu peito
Escrevo meus poemas dedicados
Uno cada letra de teu nome ao texto
Satisfaço com isso meus desejos
Anulo a tristeza, a saudade, a falta que você aqui, me faz

Gerson Araujo Almeida


Nenhum comentário:

Postar um comentário