https://www.criarbanner.com.br/criargifs/a/1f588446f6ad0cab9c1cea00b6ec179f.gif

11 de ago de 2011

Amor, Amor, Amor..., e mais amor



Assim é como te chamo
Mulher que apaixonado deixou-me
Ouve meus distantes lamentos
Recolha-os, guarde-os, os ventos, ouça-os

Antes eu era um pobre solitário
Muito tempo sem ti, sobrevivi
Ontem, lá atrás no tempo
Reconheci você, entreguei-me

A minha esperança no amanhã
Meu desejo que quero realizar no fim
Outrora, pensava que nunca encontraria
Rosa mais bela, meu jardim adornaria

A musa que encanta o poeta
Mora neste peito cansado
Ouça o coração compassado
Ressoa por todo este escuro e calmo quarto

Alegra teu espírito
Minha bela senhora
Olhe nos meus olhos e vê
Reconheça teu amado

Amanhã nosso destino acontecerá
Minhas súplicas concretizar-se-á
O teu amor meu será
Realizar nossos sonhos, impossível duvidar

Amor
Maior que o meu
Ouso dizer que não há
Rume ao meu encontro e verá

Gerson Araujo Almeida

Nenhum comentário:

Postar um comentário