https://www.criarbanner.com.br/criargifs/a/1f588446f6ad0cab9c1cea00b6ec179f.gif

29 de ago de 2011

Amantes que se entregam

Os amantes que se entregam
De corpo e alma na procura do prazer
Serão recompensados pode crer
Assim como nos dois, seremos agraciados
Com as pétalas das rosas jogadas
Em teu corpo abrasador, nas tardes de amor

Mal acostumada ficaste
Eu te fiz assim ficar
Sou o culpado pela luxúria que vivemos
És a adorável pecadora
Que de meu paraíso, a expulsão causou

Não me importo
Mulher de meus pecados
Condenado estou a te seguir nesta vida
Juntos ainda viveremos inúmeras paixões
Que abismo profundo nos lançamos
Está arrependida..., eu não meu amor

Meus olhos não querem mais ver a luz do dia
Nem a luz da Lua, nem estrelas mais me seduzem
Teu poeta apaixonado está pela luz do teu olhar
Pelo calor de tua pele, por tuas mãos sensuais
Que percorrem teu corpo e me chamam:
- Vem amor! Quero muito mais!

Quero ser merecedor deste amor
Prover-te da necessária paixão
Ouvir os murmúrios do teu coração
Ela clama por carinho, ternura e compreensão
Afasta tuas dúvidas querida
Qual mortal não desejaria estar no meu lugar
E por toda a vida, te amar

Cada letra de teu nome
Leva a ternura que buscava na vida
Eleva meu espírito bem alto
Une nossas almas carentes
Sela nosso destino
Ateia fogo e nos aquece na fogueira deste amor

Gerson Araujo Almeida

Nenhum comentário:

Postar um comentário