https://www.criarbanner.com.br/criargifs/a/1f588446f6ad0cab9c1cea00b6ec179f.gif

19 de jul de 2011

Amigo, amiga..., amor pulsante

Por: Gerson A Almeida

Sempre procurei tê-los por perto, escutei suas opiniões, suas críticas, seus senões, de maneira construtiva. Procurei encarar seus rostos com alegria e fidalguia sempre vos guardarei em meu coração. Se não me manifesto mais, é de minha natureza não fazer tanto alarde, chamar suas atenções como talvez desejassem. Procuro na escrita, afastar minha timidez, minha falta por vezes encarada como descuido, mas sempre que posso manifesto meu agrado e lhes dou a devida importância.

Como me agrada vê-los aqui, todos os dias. Sejam sempre bem vindos, podem se manifestar a vontade, nunca vou um comentário, deletar se quer, quero compartilhar os desagrados que porventura causar. Não tenho medo apenas peço que moderem os termos, pois educação tenho de berço.

Nunca pensei que fossem ser tantos aqui, que meus simples textos pudessem agradar vocês. Tive e tenho belas surpresas a cada dia. Agradeço a todas e todos que me tenham como amigo. Gostaria de poder fazer mais por vocês.

A amizade abre um leque de opções nos deixa livre para decidir como vamos nos referir sobre cada um que nos prima pela sua confiança e comunhão de idéias. Posso ser muito crítico, posso invadir as suas privacidades, perdoem-me, mas um amigo é para estas horas em que estamos meio perdidos.

O amigo, pode por vezes nos mostrar o quanto estamos errados nos mostra que estamos num caminho que não nos trará nada de compensador.

Amigo é uma palavra muito bem empregada, mas precisa ser declarada com cuidado e para quem de fato a mereça. Nunca tive a infelicidade e tirar das pessoas que conheci este título. Espero que nunca o faça.

Foi através da amizade que “te” conheci, foi através da camaradagem que me encantei por “você”, foi neste caminho que trilhei que “cruzei o seu”, foi assim que me apaixonei e quero trilhar junto a “ti”, removendo pedras e areias, saltando galhos e obstáculos, subindo morros, galgando dificuldades. Aproximei-me, “te disse” o que sentia, nossa “amizade” deu frutos em “amor” se transformou e quando nosso tempo terminar, nossa estada neste mundo acabar, vamos nos encontrar na eternidade, almas gêmeas que somos.

Mas que tudo, somos amigos, amantes, somos o “amor pulsante”.

Dedicado a você “C”

Nenhum comentário:

Postar um comentário