https://www.criarbanner.com.br/criargifs/a/1f588446f6ad0cab9c1cea00b6ec179f.gif

6 de jun de 2011

Ama teu poeta que muito te quer


Finalmente hoje te encontrei
Pude te falar o que estava sentindo
O que não estava permitindo me acalmar
Todo fim de semana é assim
Levam pra longe você de mim

Quantos beijos deixei de te dar
Em seu delicado rosto
Minhas mãos não puderam te tocar
Acariciar teus pelos, tua pele enrugar
Não pelo frio, mas pelo prazer
Pelo leve toque de dedos

Quando chegará o dia
Quantas horas ainda restam
Quantos minutos terão de passar
Para poder te encontrar sozinha
Na tua rua, lá na esquina teu nome gritar

Como posso te fazer entender
Leve o tempo que for, vou tentar
Estarei aqui a tua espera
Uma demora eterna que ao chão me joga
Salta meu coração do peito
Arranca-o com a dor da paixão

Mulher de mil caprichos
Instalou-se em meu peito
Navegou meus oceanos
Habita meu coração
Aninha-se todas as noites em meu vazio peito

Ama teu poeta que muito te quer
Marca tua pele, tatua meu nome
Adorada feiticeira
Dádiva dos deuses
Alimenta-me de muito amor, afasta a dor

Gerson Araujo Almeida


Nenhum comentário:

Postar um comentário