https://www.criarbanner.com.br/criargifs/a/1f588446f6ad0cab9c1cea00b6ec179f.gif

3 de mai de 2011

Meu coração, tua tatuagem


Meu coração bate forte, tacquárdico
Meu corpo como espelho reflete
Minha pele arrepia enrijece
De prazer e luxúria, a cor muda
Ao seu toque suave e macio
Meu sangue corre e ferve
Você é minha febre...

Não quero a cura
Quero sim viver contigo
Esta loucura
Saber me contentar
Com nossos momentos raros
Espaços no tempo
Janelas que se abrem no vácuo
Dimensões por onde entramos
Mundos que visitamos
Amores que suplantamos
E cada vez mais os queremos sentir

Cante minha musa
Lance tuas palavras ao vento
Elas virão ao meu encontro
Uma a uma porei em meus poemas
Saberei ordená-las, arrumá-las
Apontá-las no papel

Amada do poeta

Assim quero escrever este poema
Me lembrando de ti em cada verso
Amando cada traço seu
Dedicando este amor que nunca morre
Aumenta a cada instante de nossas vidas

Dá a esta pobre criatura, tua majestade
Olha nos meus olhos, vê minha alma que sofre

Pela distância que nos separa
Ouve meus lamentos, imploro
Enche teu peito de coragem e faça
Traga minha tatuagem
Amor que se transformou, no coração que pintou

Gerson A Almeida





Um comentário:

  1. poeta....a idéia é essa....vou tatuar vc em mim.....deixar tua marca...
    sou tua amada sim....
    te amo

    ResponderExcluir