https://www.criarbanner.com.br/criargifs/a/1f588446f6ad0cab9c1cea00b6ec179f.gif

29 de mar de 2011

Lábios que meu nome, sussurra

Momentos breves
Tão intensos, são leves
A espera embora longa
Nunca termina ao que parece
Vagarosamente passam as horas
Não termina a angústia infinda
Não chega a noite
Ainda bem que amanheceu
Inicia-se um novo dia

Ver tua pela alva
Saber que estais a minha espera
Para viver estes momentos felizes
Breves, porém belos
Intensos e calorosos
Amor que é trocado
Doado
Na reserva do teu quarto
Na cama que te deitas
Sob os teus lençóis
Aguarda minha chegada

Mulher de meus anseios
De meus desejos satisfeitos
Da paixão realizada
Da pele que enruga
De prazer e satisfação
De boca delicada
Lábios que meu nome, sussurra

Cada poro teu
Leva o meu cheiro, meu aroma
Estamos impregnados
Uma batida que seja deste teu coração
Será para mim destinada

Tenha a certeza, meu amor
Eu me perco em teus domínios

Amo você perdidamente
Mais e mais a cada dia
Olhe a Lua, pergunte, ela te confirma!

Gerson A Almeida

Nenhum comentário:

Postar um comentário