https://www.criarbanner.com.br/criargifs/a/1f588446f6ad0cab9c1cea00b6ec179f.gif

17 de fev de 2011

Teu corpo meu abrigo

Em abrigo teu corpo se transforma
Aqueço-me do frio
Meu ego satisfaz
Prendo-me em teus abraços
Derramo sobre ti todo meu amor
Com a necessária intensidade
Para tua resposta sentir
Aos meus sussurrantes apelos
Por carinho e desejo
Teu doce beijo a prova
Emoção intensa quero sentir
O que recebo retribuir
Satisfazer a amante alma
É minha mais intensa resposta
Amada, como viver sem ti.

Fluir o encantamento
Trazer o momento
Realizar as fantasias
As alegrias os tormentos
Aplacar o ciúme que tens
Incerteza que ainda vive
Medo de me perder...
Nos instantes de dúvida

Ainda não acredita que te amo
Que não vivo sem ti
O que terei que fazer
Qual obra realizar
Qual monumento erguer
Em tua homenagem, tua imagem.
Teu busto mostrar em praça
Gravar meu nome em placa
Minha jura de amor eterno
Nunca esquecer o quanto te amo
Terei que fazer

Mulher
Dona do meu paraíso
Fruta do meu pomar
Nosso pecado maior
Foi e será o grande amor
Que temos um pelo outro
O resto se vai com a brisa.
Como um leve sopro

Gerson A Almeida

Um comentário: