https://www.criarbanner.com.br/criargifs/a/1f588446f6ad0cab9c1cea00b6ec179f.gif

29 de jan de 2011

Nunca pude imaginar, tanto amor

Amada...
Mulher a mim destinada
Ouve a voz do poeta

Muda o meu futuro
Ultimará tua vontade?
Insisto que me leve
Tire-me do sofrimento
Olhe este ser que apela

Volte a encher os meus dias, minha bela
Olhe a Lua, nossa amiga singela
Cubra-se com sua luz prateada
Ela te manda meus recados, amada

Confesse pra ela
O amor que cultivas por mim
Mostre que nunca me deixará
Ouve a brisa que sussurra meu nome

Nossa chama
Um turbilhão de paixões
Nos sega, nos envolve
Chamas que ardem
Aquecem o coração.

Pulsa nossos corpos
Umedece nossos lábios
Deixa-nos largados, jogados
Entre os tecidos desarrumados.

Inale nosso perfume
Mastigue a maçã do nosso amor
Absorva nosso pecado
Gritemos nossos desejos
Instale-se em nós o prazer
Nada irá nos machucar
Amor em abundância temos
Resta-nos apenas vivê-lo

Gerson A Almeida

Nenhum comentário:

Postar um comentário