https://www.criarbanner.com.br/criargifs/a/1f588446f6ad0cab9c1cea00b6ec179f.gif

16 de jan de 2011

Coração arteiro e moleque, mas alegre


Ele não me pertence mais
Foi por você roubado
Mulher que me revira pelo avesso
Acabou com meu sossego
Meu coração agora está em suas mãos

Acabou com meus medos
Renovou meu espírito
Por Cristo, não me abandone.
Não me deixe a margem
Do caminho que imaginei
Contigo percorrer

Pode o tempo avançar
O teu, o meu, nosso tempo desigual.
Afinal, que mal terá nisso.
Amar sem o compromisso
Sem nó, sem algema, sem elo, sem anel.
Apenas a paixão que nasceu
Que existe que em amor se transformou
Mutilou-me, mas sei que ele...
Este coração arteiro e moleque
Está feliz e alegre
Bate junto ao seu

Com o vigor de teu ser
Leva meu corpo a experimentar
Extasiantes momentos
Um profanar cosntante.
Sutilezas inebriantes
Amor do mais puro fulgor

Nunca serás esquecida
Embora o futuro não nos revele
Onde iremos fincar nossas raízes.
Quero muito meu amor, ao meu lado te ter.
Este sentimento tão gostoso
Amando-te, adorando-te, preservando-te.
Vivendo cada instante, como se fosse o único.

Gerson A Almeida

Nenhum comentário:

Postar um comentário