https://www.criarbanner.com.br/criargifs/a/1f588446f6ad0cab9c1cea00b6ec179f.gif

6 de nov de 2010

Teu lobo solitário

Sinta minha presença
Em teu espaço..., em teu aposento
Remeto-me a ti, em pensamento
Acalme o teu coração, estou com ele
Em minhas mãos...

A fera dentro de ti, esta loba
Solitária, agitada, angustiada, no cio
Teu lobo, vai te encontrar...

Vou correr por estas matas, obstáculos
Saltar, clareiras vencer, para te encontrar
Acasalar..., esta fera domar

Sinta que alguém te observa
De longe admira a tua imagem
Lê teus testemunhos, relatos de vida
De solidão de amargura...

O que posso te dar é o meu carinho
Ver-te em sintonia com meu ser
Meus pensamentos, meus escritos
Passar-te este amor que te dedico
Não fique aflita, repito..., te amo

Quando a lua de novo surgir
Tão bela e clara, te cobrir de prata
Na clareira desta mata, teu amor
Chegará, na forma animal e se transformará
De um lobo solitário em homem sedento
De paixão, querendo te amar...

Sejas sensível ao seu toque
Permita que ele penetre
Em teu âmago, que sacie este desejo
Que te deixe no chão
Pois, após isso então deverá partir
Se tornar novamente um lobo, solitário
Que vaguei as cercanias, na esperança
De retornar, para te amar...

Gerson (061110)

Nenhum comentário:

Postar um comentário