https://www.criarbanner.com.br/criargifs/a/1f588446f6ad0cab9c1cea00b6ec179f.gif

8 de set de 2010

Pensei que me amavas

Ouço o piano tocar
Seus dedos percorrem as teclas
Tua casa está em festa
Teus amigos sentados no sofá
Nem me convidaste

Serei um traste
Serei dispensável na sua vida
Minha amiga, como foste maldosa
Se dizendo minha..., seu amigo, sou.
Pensei que te fosse de grande valia

Ouço cânticos...
Conversas em bom e alto som
O vibrar de taças..., brindes
O cheiro agradável de iguarias
Tua mesa sempre posta
Teus amigos que mais gostas
Estão agora contigo...

Um ambiente de alegria
Todos em volta em disputa
Querendo só sua companhia
És o centro das atenções
Estais felizes então..., não precisas de mim

Era muita presunção minha
Achar que pudesse me ter em seu peito
Ter sobre ti algum direito
Pretender ter o teu amor
Receber seus carinhos, seus beijos
Mesmo que por momentos a sós, seu calor
Pudéssemos ser só nós
A nos tocar, nos abraçar..., nos amar

Será que ainda tenho uma esperança
Que possa te motivar ainda
Tocar a campainha, pedir para entrar
Sentar-me ao teu lado
Ouvir tua voz delicada
Impregnar-me de teu perfume
Não me custa tentar...

Gerson (080910)

Nenhum comentário:

Postar um comentário