https://www.criarbanner.com.br/criargifs/a/1f588446f6ad0cab9c1cea00b6ec179f.gif

10 de set de 2010

Peito vazio..., incompleta alma

Este vazio no peito, incompleta alma
Não me acalma como queria
Antes fosse a tempestade, ventos
Fortes, chuva intensa, raios trovões
Saberia me proteger, me abrigar

Tenho que me calar, suportar a dor
Resignar esta ausência da tua
Presença..., paciência devo ter
Ainda espero te ver

Estais machucada, cheia de culpas
Mas a culpa foi minha, te pressionei
Inventei um caminho que me levava
A ti, te acariciei com meus lábios
Te fiz sonhar algo impossível, por certo

Te peço perdão, não pensei na tua
Fragilidade, tamanha a minha intensidade
Em demonstrar o meu amor por ti
Errei, te joguei neste abismo
Mereço o castigo que me darás
Padecer em silêncio, me valer só e triste

Tenho amargurado cada minuto
Tenho sofrido como um louco
Mas, vou me calar...

Quando quiseres, se mudares de ideia
Estarei por perto, não me manifesto
Trancado, sentado a minha mesa
Papéis esparramados, lápis jogados
Procurando uma forma de me expressar
Te agradar, te falar alguma coisa
Que te dê alento, que seja algum sustento
Para te tirar deste abismo
Para clarear teu caminho
Para te ver, novamente amar

Gerson(050610)

Nenhum comentário:

Postar um comentário