https://www.criarbanner.com.br/criargifs/a/1f588446f6ad0cab9c1cea00b6ec179f.gif

18 de set de 2010

És o sentido da vida

És o sentido da vida
A razão do manifesto do amor
Sentimento que penetra, sem dor
Meu corpo que abriga o teu
Nas noites calmas e frias
Entre as cobertas macias

Aninhas o teu seio, junto ao meu
Peito me apertas neste abraço
Ato consciente que me entrego
Aos teus caprichos, teus amassos
Me derramo neste claustro
Meu mosteiro, meu recanto

Minha fé neste amor, é tão grande
Meus limites, vão além dos horizontes
Ultrapassa os obstáculos, os astros
Se rendem a tua formosura
Uma beleza tão pura, que me delira

Mulher, criação divina
És a maestrina na condução da sedução
Cativas minha alma, algemas o meu ser
Não me liberte, não saberia viver
Longe de ti, sou seu escravo, seu cativo

Me condenes a viver ao teu lado
Saborear este corpo que vicia
Dependente que sou deste amor
Alimento-te, te cuido te protejo
Não quero que me liberte
Apenas que me ame..., nada mais
Te peço...

Gerson(120610)

Nenhum comentário:

Postar um comentário